Após Oguntec, Coelba substitui lâmpadas do Edgard Santos por lâmpadas mais econômicas!



Oguntec, um programa que há mais de 15 anos vem aproximando a juventude negra das Ciências e Tecnologias. Com o patrocínio da DOW Química em 2017, 2018 e 2019, o programa ocupa, hoje, o Centro Educacional Edgard Santos, na comunidade do Garcia, em Salvador.


O objetivo destas duas edições é buscar soluções inovadoras para a comunidade escolar e para a própria comunidade do Garcia. Funciona assim: uma turma de pouco mais de 30 alunos é dividida em grupos chamados Desafios: Desafio de Resíduos Sólidos, Desafio de Memória, Desafio de Reuso da Água, Acessibilidade e Desafio Energia Solar. Nestes últimos dois, a turma de 2018 tem muito a comemorar. A começar com Energia.


"Em 2018, o projeto Energia é Vida foi desenvolvido com o intuito de fomentar um melhor aproveitamento de energia elétrica no Centro Educacional Edgard Santos através da medição de aparelhos de consumo e da iluminância de ambientes da escola, além da substituição de lâmpadas fluorescentes queimadas por lâmpadas do tipo LED, que por serem mais eficientes, economizam energia elétrica. Essas atividades foram fundamentadas em princípios da educação ambiental, desenvolvendo competências para a conservação do meio ambiente a fim de reduzir a demanda e controlar perdas e desperdícios de energia", conta o tutor do grupo Fred Augusto.

Fred conta que nas fases iniciais, com a participação direta dos estudantes da escola, foram selecionadas as salas com maior carência de iluminação para serem contempladas com a instalação das lâmpadas econômicas. "As salas 7, 8 e 9 possuíam média de iluminância inferior a 100 Lux, insuficiente para a realização de aulas noturnas. Após a intervenção do projeto, a iluminância média passou a atingir 235 Lux, valor 2,5 vezes superior ao registrado na fase de diagnóstico", lembra.


Além disso, quanto à educação ambiental, diversas ações foram realizadas com estudantes de todos os turnos, evidenciando a importância de se conhecer como funcionam os sistemas de geração e distribuição de energia e de se conscientizar com relação ao consumo de recursos energéticos.


Um questionário foi aplicado no Edgard Santos, cujo resultado apontou que embora 81% dos entrevistados afirmassem ter o hábito de economizar energia, apenas 2% mencionaram o uso de lâmpadas economizadoras, como as do tipo LED. E mais: 25% destes confessaram secar roupas atrás da geladeira, o que aumenta significativamente seu consumo, e 58% ainda mantêm aparelhos em stand by em suas casas. "Esses resultados mostram a importância da continuidade dos debates sobre o consumo de energia, constantemente realizados pelo OGUNTEC através de suas aulas semanais e por atividades propostas pela comissão de meio ambiente criada no mesmo ano", diz Fred.

A cereja deste bolo produtivo: foram realizados contatos frequentes com a AVSI Brasil, uma ONG que operacionaliza projetos de eficiência energética da Coelba, para realizar a inclusão do Centro Educacional Edgard Santos no projeto Energia com Cidadania, cujo objetivo seria a substituição de todas as lâmpadas da escola por lâmpadas mais econômicas. Esse projeto é direcionado para comunidades de baixa renda e contempla diversas escolas municipais e estaduais de Salvador. "No início de 2019, enfim, após longo período para efetivação do cadastro da escola, as lâmpadas novas foram instaladas”, comemora Fred.


"Ao ver que o que a gente esperava, a Coelba cumpriu, foi emocionante. Quando vi a Coelba lá, mudando as lâmpadas, fiquei muito surpresa, não esperava que isso fosse acontecer. Pra mim, foi um ganho de conhecimento incrível, que levarei pra sempre, trouxe coisas que eu nunca saberia sobre energia, então, foi um ganho muito importante pra mim e todo grupo', diz uma das integrantes do Desafio de Energia - Camilla Ferrolho.


"Foi um grande surpresa, pois não tinha noção do quanto a energia elétrica era tão importante, principalmente quando esse energia vem do bem precioso que é a natureza", frisou a aluna Solange.



E assim se cumpre mais uma objetivo do Oguntec, programa de educação científica com o propósito de estimular a inovação, o empreendedorismo e o desenvolvimento de plataformas tecnológicas, que atendam às necessidades da sociedade.


Em breve vamos falar do Desafio de Acessibilidade, cujo grupo de alunos criou o aplicativo para smartphones AMP – Acessibilidade para Todos, com o objetivo de mapear, de forma colaborativa, as áreas acessíveis e inacessíveis para pessoas com deficiência, na capital baiana.


Destaque!!!
Posts Recentes