Programa Oguntec 2019 volta ao Edgard Santos com novos desafios!


Um programa que aproxima jovens negros e negras das Ciências e de conteúdos de Tecnologia. Este é o Programa Oguntec, que há mais de 15 anos a Biko mantém, trazendo temáticas diferentes a cada edição. Como em 2018, só que com novos alunos, o Oguntec este ano traz de volta os Desafios Reuso da Água, Resíduos Sólidos, Acessibilidade, Energia Solar e História. Dentro destes temas, os 30 estudantes do Curso Técnico de Administração do Edgard Santos se dividirão para pensar, criar e buscar consolidar soluções para problemas da comunidade escolar nestas áreas. Os alunos já tiveram aula de Cidadania e Consciência Negra, além de aula de História, com o professor Guimário Nascimento.


O Oguntec consiste em aulas durante a semana, encontros com especialistas aos sábados e visitas externas. Neste último sábado, 18, foi a vez do primeiro encontro do ABC da Inovação, trazendo conceitos de criatividade, inovação e tecnologia, com a participação de ex-alunos do Oguntec, como Felipe Oliveira, graduado em Administração (UFBA) que, além destes conceitos, trouxe para os estudantes exemplos de personalidades negras à frente das inovações tecnológicas desde tempos remotos – como Imhotep (Egito), considerado o primeiro Físico do mundo.


“Pra mim, é gratificante voltar. É necessário trazer conhecimentos pros nossos, na minha vez mudou minha vida, pode mudar a deles também. Quis dar a eles ferramentas como Brainstorming para auxiliar em seus projetos de conclusão do curso, e até pra vida deles também”, explicou Felipe. Este ano o Oguntec vai trazer sempre ex-alunos do próprio programa para estarem próximos aos estudantes, tanto nos encontros como na Tutoria de cada Desafio. É o caso da historiadora, Jéssica Paranaguá, que é tutora do Desafio de História. “Tenho visto que são vários potenciais aqui que precisam ser estimulados. Uma galera que realmente quer, com vontade de aprender, apesar das dificuldades, mas que vejo que estão com muita expectativa, percebo que irão em frente, não só no curso de Administração que fazem, mas em qualquer lugar”, pontuou Jéssica. Como Tutores também estarão estagiários da UFBA, IFBa e Faculdade Área 1.



A cada semana, novos conhecimentos são trazidos aos estudantes, que como em 2018, terão sua própria escola – o Edgard Santos – como solo de aprendizado e implantação do mesmo. Muitos moram na comunidade ou em seu entorno, mas há também quem traga experiências e vivências de lugares não tão próximos, como é o caso de Roniel Lima, professor de Boxe, que mora em São Caetano. “É a primeira vez que tenho contato com a Biko, to achando especial porque sempre quis trazer mais sobre nossa raiz em meu fazer e com estas aulas, estou me moldando pra isso. Oguntec continua sendo inovador, importante e pioneiro, é difícil vermos negros em cursos como Engenharia, Computação, por exemplo. Aqui podemos nos qualificar melhor, já viso como implementar muitos conhecimentos daqui em escolas onde atuo”, diz Roniel, que está – segundo ele – “no Desafio certo”, o desafio de História.


Como em 2018, este ano o Oguntec continua com patrocínio da Dow Química e apoio de entidades como o Faz+Garcia, a UFBA e o Centro Educacional Edgard Santos, localizado na comunidade do Garcia, em Salvador, onde se dão as aulas.


Destaque!!!
Posts Recentes
Arquivos