#PitzerCollege - Famílias se preparam para receber estudantes do Intercâmbio



Na manhã deste sábado (130, a Biko recebeu, em sua sede, as famílias que receberão os oito estudantes da Pitzer College (EUA), que desembarcam em Salvador no próximo dia 21 de maio. A vinda dos estudantes é fruto do projeto de Intercâmbio, um dos projetos de sucesso do Instituto, que promove o compartilhamento de experiências destes jovens, que tem entre 18 e 20 anos. A diretora de Intercâmbio, Luciana Reis e a coordenadora pedagógica da Biko, Gabriela Gusmão, dialogaram com as famílias.


A Biko financia, por meio de parcerias, a estadia destes jovens no Brasil que, além de Salvador, também tem a oportunidade de conhecer cidades próximas, em especial aquelas onde é presente a cultura afrobrasileira, como Cachoeira, no Recôncavo baiano. Os jovens estarão com a Biko até o dia 2 de julho, período em que estarão imersos em atividades educativas e culturais.


As famílias receberam instruções de como receber os estudantes e lhes proporcionar um período rico de trocas de saberes, experiências e vivências. Na programação durante o Intercâmbio, os estudantes farão tour na cidade, visitarão o Ilê Axé Opô Afonjá, farão oficinas de Dança Afro e Percussão, além de visitarem a cidade de Cachoeira, o Quilombo do Alto do Tororó, em São Tomé de Paripe e a Ilha de Itaparica, onde conhecerão a experiência do Quilombo da Ilha – espaço educacional originado a partir da Biko –, e o vilarejo de Matarandiba, onde conhecerão a experiência de turismo sustentável desenvolvido no local.


Trocas e Aprendizado


Para auxiliar os estudantes durante os passeios e atividades, a Biko também recrutou uma de suas ex-alunas do Pré-Vestibular, a estudante de Letras Vernáculas com Inglês (Ufba), Victoria Lane Ferreira.


“É a primeira vez que participo, mas já venho para reuniões do projeto, sempre estou por perto. Nesta edição, estarei presente quando eles vieram para aulas de Português, além das atividades. Pra mim é uma oportunidade única, a Biko tem um papel fundamental em minha vida e é bom pra mim falar com pessoas nativas da língua, se relacionar com eles. Existem muitos professores que nunca tiveram essa experiência, mas eu pretendo ser melhor, estudar fora, fazer intercâmbio, então é importante fazer essas alianças”, diz Victoria.


“Para mim é importante receber esses estudantes, contribuir pra formação deles, e como eu moro só, é bom ter alguém pra que eu possa conhecer outras culturas, conversar, aprender”, enfatiza Anita de Carvalho, uma das que receberão os estudantes. Esta já é a segunda vez que ela participa do Intercâmbio.


Se você quer participar, receber nossos estudantes também, contribuir com a Biko, pode integrar nosso cadastro de famílias. Basta nos enviar email para secretaria@stevebiko.org.br e se colocar à disposição para análise e entrevistas.


Biko 25 Anos


Este ano, o Instituto Steve Biko celebra 25 anos pautando a Educação Afrocentrada em seus projetos pedagógicos. Além do Pré-Vestibular para jovens negros e negras oriundos de escolas públicas – que já aprovou mais de 1500 estudantes -, mantém o projeto OGUNTEC, voltado para o mesmo público, com foco no estímulo às Ciências e à Tecnologia. São 15 anos de OGUNTEC, também celebrados este ano, tendo beneficiado mais de 500 estudantes nesta trajetória. Ao longo de 2017, a Biko terá uma programação especial para celebrar o aniversário, a ser divulgada neste site. O Instituto também desenvolve o programa de Intercâmbio, que promove uma troca de experiências entre estudantes estrangeiros, membros do instituto e professores, além de visitas, palestras, workshop, intercâmbio cultural e educacional e estudo de línguas.


Quer ser nosso Investidor Social? Biko busca novos contribuintes para projetos e ações!



Destaque!!!
Posts Recentes
Arquivos