Projeto OGUNTEC 2017 é lançado e comemora 15 anos


Na manhã do último sábado (6), o Colégio Edgard Santos (Garcia) recebeu a Aula Inaugural do projeto OGUNTEC do Instituto Steve Biko. Os 30 alunos que integrarão a turma deste ano foram recepcionados com festa pela comunidade e por dirigentes da Biko, além de ex-alunos do projeto.


Com poesia do grupo Resistência Poética, a Aula Inaugural teve a participação dos parceiros desta edição do projeto, que comemora 15 anos estimulando jovens negros e negras a seguirem as áreas de Ciências e Tecnologia. O nome do projeto faz referência ao orixá Ogum, que simboliza, justamente, a tecnologia. Na ocasião, nove ex-alunos foram homenageados por suas trajetórias em turmas anteriores e conquistas na educação superior. Contaram suas histórias, o papel do OGUNTEC em suas escolhas e deixaram mensagens de estímulo aos novos que ingressam no OGUNTEC, de quem serão padrinhos e madrinhas e irão acompanhar seu desenvolvimento.


Para saudar a nova turma, a diretora do Colégio Edgard Santos, Lucinete Nascimento falou da importância do projeto. “É uma grande oportunidade esta parceria com a Steve Biko, já tivemos outras e sempre com muito sucesso. Estar com o OGUNTEC pra toda comunidade nos traz esperança, espero que os alunos aproveitem esta chance, compartilhem, colaborem e exijam o melhor. Estamos lutando por eles”, disse. Esta edição do OGUNTEC tem a parceria da DOW Química, que financiará as ações do projeto, bem como a incubadora, que patrocinará as melhores propostas dos alunos, ao final do curso. Além da parceria com a e com a Faz Mais Garcia.


“Eu não desisti do meu objetivo, fui aprovado em sete vestibulares e fui aprovado no SENAI-Cimatec, no curso de Engenharia de Controle de Automação, e estou já enxergando o final dele, buscando ser um dos melhores. A Biko me ensinou que não posso enxergar apenas minha formação, então desde que saí de lá venho sendo monitor de outras turmas e em Sussuarana também leciono em um pré-Enem. Tenho que trazer outras pessoas pra onde estou”, disse Bruno Cupertino, ex-aluno do OGUNTEC.


OGUNTEC na comunidade

O OGUNTEC este ano terá, como produto, a busca por soluções para a comunidade do Garcia, focando no empreendedorismo dos alunos, em idéias inovadoras para questões sócio-ambientais como o lixo, saneamento, energia elétrica. Até dezembro, os alunos aprenderão a modelar e divulgar seus negócios, transformar idéias em produtos e serviços, a lidar com recursos financeiros e a importância da responsabilidade social em seus negócios, além de outros assuntos. Terá também visitas a outras escolas públicas, empresas de tecnologia, às estruturas da DOW, e outros empreendimentos, onde conhecerão de perto suas realidades.


“Acreditamos muito na educação e na popularização da Ciência, é um projeto que dá um horizonte aos estudantes, para que vejam adiante, beneficiando a comunidade, a escola. A DOW estará de portas abertas, não só quanto às visitas que eles farão, mas em outras articulações também”, afirmou Daniela Carmo, representante da DOW.



Ao final da formação, a melhor proposta elaborada pelos estudantes contará ainda com recursos para o desenvolvimento do protótipo ou MVP (produto mínimo viável), a fim de aperfeiçoar a idéia selecionada.


Os estudantes terão uma formação de seis meses e mais oito para elaborar o projeto, que será acompanhado pelos professores e funcionários voluntários da DOW durante todo OGUNTEC.


“Vai me ajudar a me desenvolver. Tinha uma visão de que alguns cursos eu não poderia alcançar, minha família não me deu essa referência, ninguém tem formação sequer do nível médio. Quero ser a primeira e tenho certeza que não serei a única”, falou uma das novas estudantes, Jailane Lúcia Portugal.


“O mais grandioso desta oportunidade no OGUNTEC é poder ajudar outras pessoas com o conhecimento que teremos aqui, vamos espalhar tudo que aprendermos. Estou muito feliz de estar nesta turma, às vezes não nos inscrevemos em um curso por ser muito concorrido na área de Exatas, e eu fiz isso comigo. Hoje, com essa oportunidade, já penso em outras áreas”, disse Lucas Borba.


“Nosso povo tem muito talento, precisa se inserir neste espaço para criar novas tecnologias, inovações que venham trazer desenvolvimento pra nossa sociedade, é um projeto que nos dá muito orgulho, em especial pelo seu poder de contagiar parceiros. Essa é nossa missão, disponibilizar estes talentos e potencial para todos. Vejo isso aqui como uma esperança de uma comunidade completamente diferente do que vemos hoje, um Garcia em que possamos desenvolver uma outra vida. Tenho certeza que será um projeto de êxito como vem sendo há 15 anos, com mais pessoas, mais inteligências e capacidades”, enfatizou Lázaro Cunha, um dos fundadores do projeto.


Confira alguns registros deste dia:



Destaque!!!
Posts Recentes
Arquivos
BikoTags
Nenhum tag.
Siga-nos!!
  • Facebook Basic Square
  • Twitter Basic Square
  • Google+ Basic Square

Entre em contato:
(+55 71) 3241-8708

Encontre-nos:

Rua do Paço, n°4 - Pelourinho

Salvador - Bahia - Brasil

© 2014 - Por: Instituto Cultural Steve Biko.

Parceiros: